Padrão

BEAGLE

NOMENCLATURA CINÓFILA UTILIZADA NESTE PADRÃO

1 – Trufa 13 – Perna 25 – Braço
2 – Focinho 14 – Jarrete 26 – Ponta do esterno
3 – Stop 15 – Metatarso 27 – Ponta do ombro
4 – Crânio 16 – Patas
5 – Occipital 17 – Joelho
6 – Cernelha 18 – Linha inferior
7 – Dorso 19 – Cotovelo a – profundidade do peito
8 – Lombo 20 – Linha do solo
9 – Garupa 21 – Metacarpo b – altura do cotovelo
10 – Raiz da cauda 22 – Carpo
11 – Ísquio 23 – Antebraço a + b = altura do cão
12 – Coxa 24 – Nível do esterno na cernelha

APARÊNCIA GERAL: um cão robusto, de construção compacta, que dá impressão de rusticidade com qualidade.

COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO: é um cão alegre cuja função essencial é a caça à lebre, seguindo seu rastro. Corajoso, com grande atividade, com vigor e determinação. Alerta, inteligente e possui um temperamento equilibrado. Amável e vigilante, não demonstra nem agressividade, nem timidez.

CABEÇA: comprimento moderado. Poderosa sem ser grosseira. Mais refinada nas fêmeas, livre de rugas ou dobras.

REGIÃO CRANIANA

Crânio: ligeiramente arredondado; moderadamente largo, com uma leve crista occipital.

Stop: bem definido, divide a distância entre o occipital e a ponta da trufa o mais semelhante possível.

REGIÃO FACIAL

Trufa: larga; de preferência preta, porém menos pigmentação é permitido em cães de cor mais clara. Narinas largas.

Focinho: não pontudo.

Lábios: razoavelmente desenvolvidos.

Maxilares / Dentes: maxilares fortes com uma perfeita, regular e completa mordedura em tesoura.

Olhos: marrom escuros ou avelã, relativamente grandes; nem profundos, nem proeminentes; bem separados, com expressão meiga e suplicante.

Orelhas: longas, de extremidades arredondadas, as quais devem atingir a ponta da trufa quando esticadas para a frente. Inserção baixa, de textura fina, portadas graciosamente caídas rentes às faces.

PESCOÇO: suficientemente longo, de modo a facilitar o farejamento de trilhas;ligeiramente arqueado e apresentando pequena barbela.

TRONCO

Dorso: reto e nivelado. ombo: curto, porém bem balanceado, forte e flexível. eito: nível do peito abaixo do cotovelo. Costelas bem arqueadas e se estendendo perfeitamente para trás. Linha inferior: moderadamente esgalgada.

CAUDA: forte; de comprimento moderado; inserção alta; portada empinada sem curvarse sobre o dorso, nem inclinar-se para a frente, desde a raiz. Bem revestida de pêlos, especialmente na sua parte inferior.

MEMBROS

Anteriores: retos, verticais e bem aprumados abaixo do corpo; com boa substância e ossos redondos, sem afinar até os pés.

Ombros: bem angulados, sem serem carregados. otovelos: firmes, não virando nem para fora, nem para dentro. A altura dos cotovelos

é quase a metade da altura do solo à cernelha. etacarpos: curtos. Posteriores Coxas: musculosas. Joelhos: bem angulados.

Jarretes: firmes, bem descidos e paralelos. Patas: compactas e firmes. Dedos bem arqueados com almofadas fortes. Não apresenta

pés de lebre. Unhas curtas.

MOVIMENTAÇÃO: dorso firme, sem nenhum indício de oscilação. Passadas livres com bom alcance dos anteriores, sem ação alta dos mesmos. Posteriores com forte propulsão. Não deve apresentar uma movimentação presa ou movimento “remador”, nem trançar de frente.

PELAGEM

Pêlo: curto, denso e resistente às intempéries. COR: todas as cores reconhecidas para os cães Hound, exceto a cor fígado. A extremidade da cauda deve ser branca.

TAMANHO

altura na cernelha: mínima desejável 33 cm – máxima 40 cm.

FALTAS: qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como falta e penalizado na exata proporção de sua gravidade.

NOTAS:

• os machos devem apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem descidos e acomodados na bolsa escrotal.

• todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento deve ser desqualificado.

Copyright ® CBKC – Departamento de Artes Gráficas

Copyright ® FCI

Reprodução total ou parcial proibida. Todos os direitos reservados.